Feliz aniversário, Daniel!

Há dois anos você chegou e mudou tudo em mim. Me deu a força e o amor que eu precisava. Me deu a oportunidade de viver a experiência mais linda e importante da minha vida. Tenho e sempre terei muitas coisas para lhe dizer, mas especialmente hoje, quero registrar o meu amor infinito e agradecer por você ser o meu filho. Ser sua mãe é uma alegria constante. Te amo hoje e sempre!!!

Diferentes formas de amor

Existem diferentes formas de amor e de amar. Tanta complexidade ligada a um sentimento genuinamente simples. No fundo, procuramos nos outros apenas aquilo que não existe em nós. Tive a sorte de ver e vivenciar muitas histórias na vida, e já vi gente procurando o tipo de amor frenético que lhe tire dos trilhos e outras querendo mesmo a sorte de um romance sereno. Continuar lendo Diferentes formas de amor

Quando a alegria se vai

Era uma solidão dolorosa e ao mesmo tempo reconfortante. Parece contraditório, mas insisto em dizer que fez sentido naquele momento da minha vida, e que essa história teve um final feliz. Tudo isso me fez recordar daquela velha máxima das nossas mães: “você só valoriza as coisas quando as perde”. E isso não é diferente quando se trata de felicidade. A felicidade pode até não perdurar o tempo inteiro e isso ser normal, porque a depressão, depressão mesmo, é um negócio muito estranho. Continuar lendo Quando a alegria se vai

Meu relato sobre AVC

Ainda tenho dificuldade em falar sobre o ocorrido, mas entendo que meu relato pode servir para alguém que esteja passando por essa situação ou possui dúvidas sobre os danos que o anticoncepcional pode causar. Acredito que meu erro foi escutar um ginecologista despreparado que me receitou anticoncepcional com a intenção controlar meus hormônios e evitar uma gestação não planejada, mas sem me alertar sobre o lado negativo do medicamento. Me mantive leiga com relação aos malefícios da pílula, pois tinha a velha ideia de que nunca iria acontecer comigo. Continuar lendo Meu relato sobre AVC